Transpiração.

7 12 2010

Um fato muito comum para quem folheia uma galeria de fotos, sobretudo as de Macrofotografia é não perceber a trabalheira que dá conseguir aquela foto, aquele momento especial. Não é toda vez que se consegue tirar uma foto boa de primeira. Muitas vezes o cartão fica lotado de fotos desfocadas, subexpostas e desenquadradas e lá no meio disso tudo encontramos uma ou duas com potencial pra ficarem boas.

Querem um exemplo? Hoje tirei um tempo pra desenferrujar a câmera e fui atrás de uns bichinhos. O tempo tava fechando e começou a ventar muito. A bicharada foi se escondendo mas assim mesmo achei um ou outro pra correr atrás. Quando a coisa fica complicada eu costumo procurar umas formigas pois essas estão sempre por perto.
O problema é que ninguém lembra o quanto esse bicho é arisco e não fica parado um só instante. Como resultado é um tal de perder foto uma atrás da outra.
Deem uma olhada em algumas dessas fotos:

Na primeira eu errei a intensidade do Flash, na segunda o foco na cabeça ficou fora, na terceira eu cortei a bundinha da danada, na outra o flash e o foco ficaram errados e na última eu achei a possibilidade de aproveitar a foto.
Então é colocar a foto no Lightroom, ajustar o quadro, corrigir os tons, aumentar a nitidez colocar a borda e enfim publicar.
Depois de tudo isso é normal achar que a foto tenha saído da máquina toda certinha mas não foi. Não ficamos livres da trabalheira depois do clique.
Eis a foto arrumada:

Mas toda vez é esse lenga lenga?
Nem sempre… mas são menos comuns. Exemplo disso é que fui pra outra árvore atrás de umas formigas pretas e quando tava perseguindo uma na casca da árvore, ela parou por um instante e enquadrei ela do jeito que deu e tirei a foto. Nem achei que tivesse prestado mas quando eu revisei olha só o que saiu:

Essas são aquelas fotos que a gente faz na pressa e quando olha na câmera acaba soltando um “Nossa mas que CA…BULOSO

Anúncios

Ações

Information

3 responses

7 12 2010
Gilberto Florentino da Costa

É verdade e aí é que mora o valor do fotografo, a proesa de fotografar estes irrequietos animais e com qualidade me deixa pasmo e cada vez mais admirador de quem tem este dom.

8 12 2010
Max Guedes

Sei bem como é isso.

Noite passada eu briguei em casa pra conseguir fotografar uma bendita formiga mas ela não quis papo. Tentei suborná-la com açúcar, mel, chocolate, suco..o piso do meu AP parecia fim de festa de criança.

Mas não há como negar, todo esforço vale a pena quando a gente consegue aquele clique perfeito. Eu ainda não cheguei lá, mas tô treinando pra caramba. rsrsrs

Por enquanto, tô tentando “pegar o jeito” com objetos inanimados.. dá uma olhada nestas duas imagens do meu flickr e me dá algumas dicas se possível.

Clip
Moeda

Grande abraço,

Max Guedes

11 02 2011
Mário

Parabéns por compartilhar suas experiências, muito bom mesmo!

Que lente vc usou nessas fotos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: